dstv,ngc,documentarios,capa.jpg

Verifique, de seguida, os grandes destaques do National Geographic Channel para este mês.

Da futura colonização de Marte, aos triunfos e desastres da conquista do espaço durante o programa dos vaivéns, passando pelo acesso aos segredos dos serviços secretos norte-americanos, o National Geographic Channel providencia-lhe um olhar detalhado e rigoroso sobre todos os aspectos da vida humana e do ambiente que nos rodeia.

MARTE

Em nove anos desde a aterragem em Marte, os seis astronautas originais desenvolveram Olympus Town numa verdadeira colónia. Mas, até este ponto, o IMSF – uma agência financiada pelo estado – não pode continuar a financiar apenas a expedição a Marte e, por isso, as portas da oportunidade abriram-se para o setor privado. O futuro da missão será para sempre alterado quando mineiros de Lukrum, uma corporação com fins lucrativos, chegam a Marte.

Mundos à Parte

Domingo, dia 18 de Novembro, às 23:30 de Angola, 00:30 de Moçambique, no National Geographic Channel

A delicada coexistência entre as duas colónias de Marte ameaça dissolver-se. Os activistas da Greenpeace vão para os mares para protestarem contra a exploração de petróleo no Árctico. As relações entre o IMSF e a Lukrum, que partilham agora a fonte de água e energia, enfrentam tensão provocada por uma nova descoberta; Hana lida com uma tragédia pessoal e Amelie prepara-se para voltar à Terra. Nos dias de hoje, os activistas da Greenpeace vão para os mares para protestar contra a exploração de petróleo no mar de Barents e a eficácia das suas estratégias é examinada.

Na Escuridão

Domingo, dia 25 de Novembro, às 23:30 de Angola, 00:30 de Moçambique, no National Geographic Channel

Quando uma erupção solar assola o planeta e impossibilita a comunicação intra e intercolónias, a equipa Olympus Town corre contra o tempo para localizar Marta, que fica presa durante uma expedição de investigação não autorizada. Nos dias de hoje, um cientista e a sua equipa tentam fazer frente a condições árduas e perigosas em busca de dados que permitam prever os efeitos do derretimento dos glaciares nos níveis globais da água do mar.

PRIMAL SURVIVOR 4

Hazen Audel, instructor de sobrevivência e guia selvage, viaja até aos lugares mais extremos da terra para levar a cabo desafios a solo que o vão levar ao limite do seu conhecimento, resistência e habilidade. Hazel vai enfrentar a densa floresta do Guiana, as planícies do deserto do Quénia e um vulcão ativo nas ilhas Vanuatu… Para ter sucesso, ele irá confiar em antigas técnicas de povos indígenas que vivem nestes ambientes há milhares de anos.

Selva Mortífera

Terça-feira, dia 20 de Novembro, às 23:10 de Angola, 00:10 de Moçambique, no National Geographic Channel

Hazen Audel avança pela densa selva de Guiana e luta nas águas infestadas de predadores esfomeados como piranhas e enormes caimões, para encontrar um grupo de homens Makushi. Se ele os encontrar, Hazen fará parte de uma caçada noturna com arco e flecha para apanhar o peixe gigante que anda nestas águas remotas. A sua missão é provar a sua masculinidade ao regressar com um peixe grande o suficiente para alimentar toda a aldeia Makushi.

Guerreiros do Deserto

Terça-feira, dia 27 de Novembro, às 23:10 de Angola, 00:10 de Moçambique, no National Geographic Channel

Hazen Audel enfrenta as tórridas planícies do Quénia, navega por águas infestadas de crocodilos e luta contra cobras letais e enxames de abelhas para chegar aos guerreiros Rendille que guardam os seus camelos no coração do deserto. Depois, ele terá que regressar com dois destes animais preciosos para os anciãos da aldeia - mantendo-os a salvo das hienas e leões que andam nestas terras.

COREIA DO NORTE: TRÊS LÍDERES

Esta é uma minissérie sobre a única dinastia Comunista da história.

TRÊS LÍDERES 1

Domingo, dia 18 de Novembro, às 00:20 de Angola, 01:20 de Moçambique, no National Geographic Channel

TRÊS LÍDERES 2

Domingo, dia 18 de Novembro, às 01:10 de Angola, 02:10 de Moçambique, no National Geographic Channel

TRÊS LÍDERES 3

Domingo, dia 25 de Novembro, às 00:20 de Angola, 01:20 de Moçambique, no National Geographic Channel

TRÊS LÍDERES 4

Domingo, dia 25 de Novembro, às 01:10 de Angola, 02:10 de Moçambique, no National Geographic Channel

O SORRISO DO FUTURO COM MIGUEL STANLEY

Segunda-feira, dia 26 de Novembro, às 22:30 de Angola, 23:30 de Moçambique, no National Geographic Channel

Viaje pelos horizontes da medicina dentária e saiba de que forma a inovação, novas ferramentas e a transformação digital estão a mudar o futuro da estomatologia. Este programa tem como anfitrião o famoso dentista português, Miguel Stanley, que no passado teve os programas ‘Dr. White’ e ‘Dr. Preciso de Ajuda’.

VAIVÉM: TRIUNFO E TRAGÉDIA

Desde o inovador voo de uma nave espacial no início dos anos 80, passando pelos desastres do Challenger e Columbia e até à aterragem quase 30 anos depois, este documentário de duas partes mostra os bastidores das icónicas naves espaciais da NASA. Com imagens raras de arquivo e com testemunhos de homens e mulheres que desenharam, construíram e navegaram as naves, este documentário reconta os dramáticos detalhes das missões espaciais que mudaram o mundo.

Impulsionadas para a órbita por foguetões e aterrando de novo na terra como aviões, quando as naves espaciais foram lançadas em 1981, elas abalaram o mundo. Voando a 28 163 quilómetros/hora, nove vezes mais rápidas que uma bala, e construídas para aguentar temperaturas duas vezes mais quentes que lava, elas mantêm-se um dos maiores feitos da engenharia humana. Os veteranos da NASA revelam como fizeram a primeira nave reutilizável, há 50 anos atrás, incluindo pilotos que testaram as naves de 68 toneladas e os engenheiros que descobriram que a melhor maneira de colar o revolucionário escudo que protegia do calor era com ordinária cola para materiais de casa de banho.

Em dez anos em construção, NASA esperava que estas naves fossem as precusoras de uma mais segura e barata era das viagens espaciais… mas as suas esperanças iriam ser inconstantes. Com imagens incríveis do interior da NASA aquando os desastres do Challenger e Columbia, os filmes mostram as falhas fatais das naves que levaram a vida de 14 astronautas. Mas, apesar dos perigos inerentes, as naves possibilitaram algumas das maiores descobertas científicas da nossa era.

Mas existe um outro lado das famosas naves espaciais. No final dos anos 60, o Pentágono assegurou que as naves seriam usadas para espiar o seu inimigo de guerra, os Soviéticos. Quando, nos inícios dos anos 80 o Presidente Reagan anunciou os seus planos de usar as naves para a sua defesa, os Soviéticos ficaram tão aterrorizados que quase entraram em falência quando tentaram copiar cinco naves da NASA. No final, as naves da NASA transformaram-se em grandes armas diplomáticas, salvando o programa espacial russo do colapso e tornando-se símbolos da cooperação global.

VAIVÉM: TRIUNFO E TRAGÉDIA 2

Domingo, dia 18 de Novembro às 22:40 de Angola, 23:40 de Moçambique, no National Geographic Channel

Em 1986 a destruição do Challenger foi emitida, ao vivo, na televisão. À medida que a América considerava acabar com a sua operação de vez, o país ficou admirado por descobrir que não eram o único país com naves espaciais. Convencidos que as naves eram armas, os soviéticos roubaram os planos da NASA e construíram as suas próprias naves: as Buran. E, como os americanos, os soviéticos rapidamente se aperceberam dos custos das naves reutilizáveis e, após terem feito apenas um voo, as naves russas foram deixadas a apodrecer. NASA estava determinada em provar o valor das naves ao lançar o maior telescópio alguma vez construído. Mas quando um erro fez com que o a lente do telescópio levasse a que NASA ficasse apenas com imagens desfocadas, o futuro do programa espacial ficou por um fio. Com imagens de arquivo daquele tempo, este documentário mostra a missão épica da nave enviada para reparar o telescópio e salvar a reputação da NASA. O telescópio iria mudar o nosso conhecimento do Universo, mas, com os custos a subir, o presidente Clinton ameaçou encerrar tudo. Numa reviravolta do destino, as naves foram salvas do colapso da União Soviética. Os serviços de inteligência americanos tinham receio que o cientista espacial soviético desertasse para outro estado desonesto e, por isso, persuadiu Clinton a usar a frota de naves espaciais para manter a estação russa em funcionamento. O comandante espacial e marinheiro fala sobre o momento em que as duas naves se conectaram e ele apertou a mão ao comandante russo, terminando, oficialmente, com a Guerra Fria. Mas, como o astronauta britânico Michael Foale revela, trabalhar com os russos não era fácil. Como mostram as imagens dos quatro meses da estadia na nave russa, Michael quase morreu quando a estação russa foi atingida por um módulo suplente. Mas, para além desta única cooperação, sairia um dos maiores projetos espaciais alguma vez tentados: a Estação Espacial Internacional. Construída por 16 nações, a gigante estação espacial de 150 biliões de dólares apenas poderia ser montada pelas naves. Em 2003, a perda de uma segunda nave, a Columbia, viria a por todo o projeto em risco. Com imagens de arquivo desta missão, o programa estuda os erros da NASA que levaram à morte de mais sete astronautas. Mas o desastre não levou ao fim do programa espacial. E, num emocionante testemunho, Barbara Morgan mostra como, 21 anos depois de ser seleccionada como substituta da professora Christa McAuliffe, ela se transformou numa astronauta profissional e ajudou a completar a Estação Espacial Internacional.

SERVIÇOS SECRETOS AMERICANOS: NA LINHA DA FRENTE

Quinta-feira, dia 29 de Novembro, às 22:00 de Angola, 23:00 de Moçambique, no National Geographic Channel

Com acesso sem precedentes, as câmaras do National Geographic vão aos bastidores dos Serviços Secretos americanos. Agentes de deslocamento, agentes de inteligência, contra-atiradores e unidades caninas criam um escudo de 360 graus que cobre o presidente Trump onde quer que ele vá. Vamos também mostrar-lhe histórias nunca antes contadas pelos Serviços Secretos, como o momento em que o presidente Clinton quase foi assassinado por Osama bin Laden, e como esses momentos mudaram para sempre a estratégia de proteção da agência.

WILD HAVAI

Terra do Fogo

Sexta-feira, dia 16 de Novembro, às 19:10 de Angola, 20:10 de Moçambique, no National Geographic Channel

O National Geographic leva-nos numa viagem selvagem ao Havai, um local que, através da alquimia do fogo, gelo e água passou de terra vulcânica desolada num paraíso na terra. Começando há cerca de trinta milhões de anos atrás, o arquipélago havaiano emergiu lentamente do mar, numa desolação vulcânica. Como estas ilhas se transformaram no paraíso é uma história que desafia as probabilidades e as nossas expectativas.

Segredos das Profundezas

Sexta-feira, dia 23 de Novembro, às 19:10 de Angola, 20:10 de Moçambique, no National Geographic Channel

O Havai nasceu do fogo para um mundo de água que se tornou tão único e espetacular como as próprias ilhas. Este mundo mantém-se escondido, na sua maior parte, por baixo das ondas. Aqui, grandes e pequenas criaturas tentam viver enquanto lutam contra a lava, correntes e uns contra os outros numa história épica de sobrevivência.

WILD MISSISSIPI

Sexta-feira, dia 30 de Novembro, às 19:10 de Angola, 20:10 de Moçambique, no National Geographic Channel

À medida que a primavera chega ao Mississipi, a neve e o gelo a derreter criam uma cheia de proporções épicas. Para os peixes, as águas altas vêm como uma bênção, providenciando solos ricos e permitindo uma passagem fácil para as zonas de procriação. Mas os outros não têm tanta sorte. O dilúvio arrasta castores e pássaros de suas casas, deixando-os vulneráveis a uma horda de predadores. Coiotes e águias de cabeça branca banqueteiam-se com os refugiados. E para quem tem recém-nascidos, o que está em jogo é ainda mais grave. Enquanto a cheia segue para as partes mais baixas, a besta que é o rio Mississippi revela a sua verdadeira personalidade: em parte destruidora e em parte milagreira.