Kristin Scott Thomas press shot

Kristin Scott Thomas está tentada a fazer mais um filme. A actriz, já nomeada para um Óscar, tem sido presença regular no cinema desde os anos 80, mas faz questão de se manter também em palco.

Kristin Scott Thomas está tentada a fazer mais um filme.

A actriz, já nomeada para um Óscar, tem sido presença regular no cinema desde os anos 80, mas faz questão de se manter também em palco.

No ano passado, a actriz declarou que iria despedir-se dos filmes, mas parece estar a reconsiderar.

"Quando fiz essa declaração precipitada - que gostei de fazer - estava seriamente lixada. Tirei seis meses de folga e comecei a 'Electra' no Old Vic [teatro de Londres]. E tenho de dizer que, quando lemos as palavras de Sófocles, é muito difícil voltar ao 'passa-me o sal'. Considero muitos guiões frustrantes, mas houve alguém que me convidou a fazer um filme e estou tentada", confessou à revista "Time Out London". "Costumava gostar de chegar ao cenário, ver a câmara rondar e encontrar algo de interessante. Já não gosto disso. É provavelmente porque amadureci. Já não acho as coisas tão pessoais. Não sinto a necessidade de ser entendida."

Enquanto Kristin Scott Thomas pensa no futuro, os fãs podem vê-la em "Suite Française". A história é baseada num romance da escritora judaica Irène Némirovsky, que morreu durante o Holocausto, e a actriz interpreta a terrível Madame Angellier, na II Guerra Mundial. Margot Robbie, Michelle Williams e Sam Riley também fazem parte do elenco.

"Teria sido tentador fazer dela alguém de quem se pudesse gostar mais, mas não era isso que o papel pedia. Por outro lado, resisti também aos apelos para fazer dela mais malvada porque queria que a audiência se questionasse sobre por que era ela tão terrível em vez de a olharem como se fosse uma vilã de desenho animado", explicou.

Relacionados