dstv_cover-media_kim_k

Kim Kardashian 'dará as boas-vindas ao filho no Natal'

Espera-se que a estrela de televisão Kim Kardashian dê à luz no dia de Natal (25.12.15).

A morena de 34 anos está grávida do segundo filho, com o marido, Kanye West, e já confirmou que esperam um menino.

A data para o nascimento ainda não foi confirmada, mas já foi sugerido que o casal poderá esperar um presente especial para esta época festiva.

Segundo o site 'TMZ', a estrela poderá dar as boas-vindas ao seu bebé no dia 25 de dezembro. Apesar de a data para um nascimento nunca ser certa, parece que Kim está muito convicta, devido a uma característica específica da sua gravidez. A sua placenta estará a crescer de uma forma perigosa para dentro do útero, o que implica que o bebé e a mãe tenham que ser cuidadosamente monitorizados. Assim, os médicos já terão decidido qual será a melhor altura para induzir o parto, garantindo a segurança de ambos.

O plano da celebridade será ter um parto natural, mas, se tal não for possível, ou se não entrar em trabalho de parto até dia 25 de dezembro, estará a considerar a hipótese de fazer uma cesariana.

Por outro lado, Kim e o marido, estrela de hip-hop, já terão iniciado os planos para o nascimento, reservando um quarto privado luxuoso na maternidade do hospital Cedars-Sinai, em Los Angeles.

O casal já tem uma filha de dois anos, North, e nunca esconderam o desejo de aumentar a família. Kim não conseguiu engravidar facilmente da segunda vez, com os problemas bem documentados no seu reality show 'Keeping Up with the Kardashians'.

No referido programa, a estrela foi vista a fazer uma operação para limpar o útero, com um médico a dizer-lhe que era possível que alguns vestígios de placenta lá tivessem ficado presos.

Em junho, Kim disse à revista americana 'Glamour' porque é que decidiu expor estas questões ao público.

"Ao conhecer várias pessoas no consultório do meu médico especializado em fertilidade, pessoas que estavam a passar pelo mesmo que eu, pensei: 'Porque não partilhar a minha história?' Tem sido tudo muito emotivo. Um médico disse-me que teria que remover o meu útero após ter mais um bebé, que só poderia ter mais esta criança".