Please upgrade your browser. An upgraded browser will make your computer safer, and improve your web experience.

DStv.com works best in the latest versions of Internet Explorer,Firefox, or Chrome,

Not now

dstv_cm_Hamm

Jon Hamm: a vitória nos Emmy's deve ser uma piada!

O ator, de 44 anos, levou para casa o galardão de Melhor Ator Principal na cerimónia de entrega dos Prémios Emmy (20.09.15), sendo finalmente premiado ao fim de oito anos de nomeações. Foi um momento agridoce, pois esta foi a última vez que Jon será nomeado pelo referido programa de televisão, que terminou este ano, após sete épocas.

"Penso que foi uma enorme partida que, de alguma forma, a Tina conseguiu pregar-me", afirmou, a rir, ao 'Access Hollywood'.

"Disse à Tina no palco: 'Agradeço que leias o meu nome, independentemente do que estiver aí escrito".

Jon garante que a sua passagem pelo programa foi "uma viagem incrível" e refere-o como um dos trabalhos de que mais se orgulha.

'Mad Men' contou com as interpretações de Elisabeth Moss, January Jones e Christina Hendricks, entre outros, e centra-se na história de uma agência publicitária americana a partir dos anos 60. A série foi nomeada para vários prémios nos últimos anos, ganhando por exemplo quatro Globos de Ouro, mas a vitória da noite passada não deixa de ser um marco na carreira de Jon.

"Estar rodeado por todo este talento, na minha categoria, durante tanto tempo, já para não referir nas restantes categorias, e na televisão em geral, tem sido, realmente, muito compensador", disse o ator. "Estou estupefacto", acrescentou.

2015 tem sido um ano difícil para a estrela, que esteve em reabilitação e se separou da companheira de há 18 anos, Jennifer Westfeldt. Mas parece que o casal se mantém unido, pois a atriz foi uma das pessoas a quem Jon agradeceu, ao receber o prémio no palco - assim como à sua cadela, Cora.

"É incrível e quase impossível para mim, pessoalmente, estar aqui, por isso quero agradecer a quem mais devo", afirmou, "Cora e Jen, agradeço-vos de todo o coração, não estaria aqui sem o vosso apoio".