DStv,Cover,Brooke

Brooke Hogan: Não esqueçam o passado do Hulk

Brooke Hogan defendeu o pai, Hulk, dizendo que "todos nós dizemos disparates".

O lutador de 61 anos foi despedido da WWE por fazer comentários racistas e já foi substituído por Shawn Michaels na digressão australiana da organização.

No mês passado, surgiu uma gravação, na qual Hulk usou linguagem ofensiva e racista.

A filha, Brooke, de 27 anos, continua a defendê-lo e recordou, no Twitter, que todas as pessoas erram.

"A sério... todos nós dizemos disparates na privacidade da nossa casa. Não se esqueçam de quem vos influenciou tão positivamente quando eram mais jovens", escreveu. "Obrigada às pessoas que não agem como se fossem perfeitas. Às pessoas sem ego. Ainda vos amo mais."

Brooke agradeceu ainda à revista "Sports Illustrated" por um artigo que fez sobre o pai. "Isto é algo que nunca se poderá apagar. Ele mudou vidas... de uma forma positiva."

No vídeo divulgado, Hulk tem um ataque de raiva ao saber que Brooke anda a dormir com um negro.

Os comentários ao escândalo foram muitos, incluindo de celebridades como o actor Dwayne Johnson.

"Estou bastante desiludido com o que ouvi", revelou. "Conheço o Terry — Terry Bollea é o nome verdadeiro de Hulk — há anos. O meu pai ajudou a treiná-lo na Flórida nos anos 70 e até o meu tio. Venho de uma longa linha de lutadores profissionais. Não o sabia racista. Já todos dissemos disparates. Ele disse o que disse e agora está a pagar o preço."